C’ est la vie!

É, é a vida… Há um ano eu estava na mágica Paris… Vivi dias maravilhosos, em pleno outono, na cidade luz, eu e uma amiga querida (gremista, gaúcha e brasileira) rs.

Saudosismo à parte, gostaria de comentar que achei o máximo São Paulo copiar uma iniciativa parisiense de sucesso: o aluguel de bicicletas. Espalhado por vários cantos da capital francesa, este projeto é um sucesso. Aqui em Sampa o programa MetroCiclista ainda está bem tímido, sendo disponibilizado em apenas 4 estações de metrô – Corinthians-Itaquera, Guilhermina-Esperança, Carrão (todas na zona leste de São Paulo) e Sé (região central).

O empréstimo é gratuito na primeira hora; após esse período, é cobrado um valor de R$ 2 por hora, que é debitado no cartão de crédito. Como garantia para a concessionária que idealiza a ação (Instituto Parada Vital),  cada empréstimo bloqueia no cartão de crédito R$350 na primeira bicicleta e R$50, por bicicleta adicional, (assim como é na Europa), após a devolução do equipamento em até 24h nada é descontado no cartão.

Na Europa o esquema é o mesmo, é ilusão pensar em bicicletário público, em qualquer país que seja. Na França, o valor pedido é de 150 euros e, mesmo assim, 20% das bicicletas do sistema francês são roubadas.

Ainda está em estudo alguma forma de realizar o empréstimo sem a necessidade do cartão, mas até o momento nada foi divulgado.

Au revoir!

Fonte: Folha de São Paulo

Anúncios

Quer estudar na Itália?

As idicações que passarei agora são de duas escolas que ficam na região de Marche – um lugar bastante medieval, com muitos castelos, belas paisagens e que tem a sorte de ter mar, montanha e estar super bem localizada, bem próxima à Toscana (Firenze, Pisa, Siena, Livorno…), ao Lazio (Roma), à Umbria (Assisi e Perugia), enfim, localiza-se ao centro-leste do país de onde se pode passear de trem ou até mesmo ônibus e carro para todas as outras partes sem enfrentar grandes distâncias, nem muito tempo.

Scuola Dante Alighieriwww.scuoladantealighieri.org/
Via E. Mattei, 69 – 62022
Castelraimondo (MC) – ITALIA
Tel./Fax +39 0737 642611
E-mail: centroalighieri@scuoladantealighieri.org

Com 10 anos de experiência no ensino de italiano para estrangeiros, Dante Alighieri é um centro de excelência educacional (tive a honra de passar 1 mês lá ano passado e apesar de saber que muitos professores saíram, a indicação da escola se mantém). A cidade é minúscula, mas um charme, a escola recebe pessoas de todo o mundo, os alojamentos são no mesmo local , tudo é muito seguro e perto, os passeios são muito velozes por conta do tempo, mas cada um, a seu modo, aproveita o que acha mais pertinente. Há preços especiais para brasileiros e o site aparece também em português para quem não tem afinidade com italiano… Há desde o curso básico I até o preparatório avançado para quem deseja lecionar italiano em seu país. Vale conferir!

A outra indicação é uma escola da mesma região, mas que fica em uma cidade praiana (Civitanova), um antigo professor da Dante foi para lá e deu ótimas recomendações.

Civitas Italia International School – www.civitasitalia.com
via Aldo Moro 55,
62012 Civitanova Marche (MC) – Italia
Tel. +39 0733 813285
Fax: +39 0733 785691
Cell: +39 320 7464414
Skype-id: civitasitalia
E-mail: info@civitasitalia.com

Há diversas opções de cursos, com duração de uma a quatro semanas, inclusive estágios e um projeto especial para quem deseja retirar a cidadania, estando na Itália. As opções de alojamentos são apartamentos, hotéis e casas de família, há diversos passeios por cidades turísticas. O site também aparece em português. Civitanova é uma cidade maior, o comércio é excelente (não fecha a tarde toda para almoço), tem mais baladas, a praia banhada pelo mar Adriático e por estar mais a leste do que a central Castelraimondo, os passeios demoram um pouco mais (cerca de 1 hora), dependendo para onde se deseja ir.

É bom saber

  • Pense na bagagem com bastante praticidade e inteligência: veja quanto tempo permanecerá viajando, se pretende pagar lavanderia para lavar e secar suas roupas, observe em que época do ano está indo, pesquise se nos locais que ficará hospedado tem calefação no inverno e ventilador ou ar condicionado no verão e lembre-se, na Europa: de dezembro a março – inverno; de março a junho – primavera, de junho a setembro – verão, de setembro a dezembro – outono;
  • A passagem aérea para a Europa fica mais barata quando o dólar cai, apesar da moeda oficial ser o euro, as companhias de viagem cobram em dólar, tente aproveitar promoções para estudante, ou promoções que dividem em várias vezes sem juros, ida e volta está de 900 a 1.000 dólares;
  • O valor médio para um curso de um mês na Itália está entre 600 e 750 euros, às vezes este valor inclui a hospedagem;
  • Incluídos a passagem, o curso e a hospedagem, reserve dinheiro para comida e comprinhas;
  • Comer (bem) na Itália é um pouco caro, os restaurantes têm preços salgados para pratos não muito fartos, o que compensa mesmo é ficar em flat ou apartamento que tenha cozinha, comprar produtos ótimos a preços bons (com exceção de carne vermelha) e fazer a comida na maior parte dos dias;
  • Pode-se comprar presentes e coisinhas fofas nas feiras (mercato) que acontecem em quase todas as cidades, uma vez por semana, há de tudo: roupas, bolsas, óculos… Vira e mexe grandes grifes e livrarias fazem promoções incríveis em suas lojas também;
  • Cidadezinhas pequenas como Castelraimondo têm lojas multimarcas que vendem produtos lindos e de grife a bons preços;
  • Aproveite a viagem e conheça outras regiões que não estão incluídas no pacote, tudo é muito perto e as passagens aéreas low cost compensam muito de 10 centavos de euro a 10 euros é possível conhecer muitos lugares da Europa;
  • Só fique atento à bagagem, do Brasil para a Itália é possível levar duas malas de 35kg, mas em viagens consideradas domésticas como Roma x Paris só é permitido levar 20 kg, deixe a bagagem na casa de um conhecido ou albergue, porque o valor de excesso de bagagem não compensa a economia com a passagem aérea;
  • Nestas viagens a outras cidades e até países fique em albergues, eles são mais baratos e divertidos, você fará amizade com gente do mundo inteiro, não opte pelos mais baratos, os de preço em torno de 20 euros a diária, já são de padrão elevado, incluem suítes coletivas, roupa de cama, café da manhã, costumam ser bastante limpos e bem frequentados. Em Roma eu indico o Alessandro Palace (Via Vicenza 42) perto da Termini e em Paris, indico o Le Village (Rue D’Orsel, 20), no bairro charmosérrimo de Montmartre (quando eu fui, no albergue parisiense trabalhavam uma brasileira e um italiano, foi ótimo, me senti mais em casa)…