Chá de Barnela #tatieraul

Imagem

Pensem em um dia perfeito, de sol com amigos e a família… Sem uma gota de chuva, muito gelo e muitas risadas… Muito amor e muita felicidade!!! Amei! Foi inesquecível!!!

cha47 

Nosso Chá de Barnela começou a ser pensado no final do ano, a ideia veio da junção de um cenário perfeito, o Espaço Gourmet do apartamento da praia do noivo, no Guarujá, na estação do ano ideal para uma festa como esta, convidados animados e uma noiva que ama festas temáticas.

cha3

Pronto! Já tínhamos tudo o que um chá de barnela tropical precisaria… Foi tudo na base do “faça você mesma”, garrafas e luminárias coloridas, guardanapos e copos coloridos, toalhas de chita, um bolo cenográfico havaiano, muitas frutas e flores deram o tom da festa. Contei com a ajuda da sogra, de amigas da praia, uma madrinha super fofa e uma sobrinha da minha idade!

cha9

Servimos cervejas, refris e montamos um espaço para cada um montar sua caipirinha com vodka, pinga, sakê e muitas frutas. Na ala dos salgados, sanduíches de carne louca e de pernil, berinjela em conserva, cuscuz paulista e salgadinhos variados. E para adoçar, docinhos de festa, marshmellows, balas de goma e pirulitos.

cha43

Placas divertidas, moldura do instagram e a hashtag do casal antenaram os convidados às redes sociais e aos memes do momento. Um mural de fotos com parte dos 9 anos de namoro e corações para serem preenchidos com conselhos completaram o clima romântico do ambiente.

cha17

 

E as brincadeiras? Uma mais gostosa e divertida que a outra, acertar quem era o noivo de olhos vendados, acertar quem era a noiva de olhos vendados, montar uma mesa em poucos segundos (noiva), abrir um pote de azeitonas em poucos segundos (noivo), contar a história do casal com objetos estranhos (ambos). Enfim, brincadeiras sadias e de bom gosto em que todos se divertiram muito.

cha74

Já escrevi demais, as fotos falam por si…

cha4

cha5

cha1

cha12

cha21

 

cha50

Anúncios

Taj Mahal: a maior prova de amor do mundo?

Você sabia que o Taj Mahal pode ter sido construído sobre o túmulo da esposa preferida do imperador Shah Jahan para homenageá-la?

Pois é, construído por mais de 22 mil homens todo em mármore branco, um dos patrimônios mundiais da UNESCO pode ter sido uma prova de amor póstuma! Inscrustado com pedras semipreciosas e com uma cúpula costurada com fios de ouro é um dos monumentos mais suntuosos que existe.

Ele chamava sua esposa – que faleceu ao dar a luz ao 14º filho – de Mumtaz Mahal (“A jóia do palácio”). Taj significa coroa, portanto Taj Mahal refere-se à coroa da “esposa-jóia”.

Reza a lenda que o imperador pretendia construir um mausoléu semelhante para si na outra margem do rio Yamuna de cor negra, mas como seu filho era contra qualquer ostentação, ainda mais funerária, enterram-no no mesmo Taj branco. Outro folclore é mais cruel, diz-se que Shah cegava e cortava as mãos dos melhores decoradores e arquitetos que teve à disposição para construir a grandiosa obra para que nunca repetissem o feito e construissem nada semelhante à superioridade do monumento.

Mas há versões de que o Taj Mahal foi um teplo hindu dedicado ao deus Shiva, teoria não aceita pela maioria dos especialistas, pois é confusa e extremamente contraditória

Prefiro a primeira, mais romântica e fantasiosa. Convenhamos: mesmo que postumamente, toda mulher gosta de ser homenageada.

Meu amigo de fé, meu irmão camarada…

Às vezes damos mais atenção às coisas, à televisão, às futilidades… E esquecemos de quem sempre, em todos os momentos, nos estendem a mão, nos alegram, esquecem rapidamente uma briga conosco, sempre estão felizes com a nossa chegada, se preocupam se não estamos bem, nos salvam do perigo, nos defendem a qualquer custo. Mais que uma amizade, esta relação é um amor incondicional!

Cuide bem do seu amor

coracao.jpg

Pedro Bial entrevistado por Marilia Gabriela.
Lá no finalzinho, quando foi questionado sobre relacionamentos, ele deu uma lição que serve para todo mundo: TRATE SEU AMOR como VOCÊ trata SEU MELHOR AMIGO.
Sei que isso parece falta de romantismo, mas é o conselho mais certeiro.
Não é o que todos esperam:  uma relação serena e plenamente satisfatória?
Taí o caminho. Vamos tentar elucidar como isso se dá na prática.

Comecemos pelo exemplo que o próprio Bial deu: você foi convidado para o casamento de uma prima distante que mora onde Judas perdeu as botas, você tem que ir porque ela chamou você pra padrinho.
Como é que os casais costumam combinar isso?
“Não tem como escapar, você vai comigo e pronto”.
Ou seja, um põe o outro no programa de índio e nem quer saber de conversa.
É assim que você convidaria seu melhor amigo? Não. Você diria: “Putz, tenho uma roubada pela frente que você não imagina.
Me dá uma força, vem comigo, ao menos a gente dá umas risadas…”. 
Ficou bem mais simpático, não ficou?
Como esta, tem milhões de situações chatas que você pode aliviar, apenas moderando o tom das palavras.

Pro seu marido: “Você nunca repara em mim, não deu pra notar que cortei o cabelo?
Será que sou invisível?” Mas pra sua melhor amiga: “Ai, pelo visto meu cabelo ficou medonho e você está me poupando, né? Pode dizer a verdade, eu agüento”.
 
Pra sua mulher: “Você já se deu conta da podridão que está este sofá? Não dá pra ver que está na hora de trocar o tecido?”
Mas pro seu melhor amigo: “Deixa a pizza por minha conta, eu pago, assim você economiza pra lavar o sofá. A não ser que este seja um novo estilo de decoração…”
 
Manere. TRATE SEU AMOR como todas as pessoas que VOCÊ ADORA  e que não são seus parentes.
 
Trate seu amor com o mesmo HUMOR que VOCÊ TRATA o SEU MELHOR AMIGO, SUA MELHOR AMIGA.

Até porque, CASO VOCÊ NÃO TENHA PERCEBIDO, é EXATAMENTE isso que eles SÃO!

Fonte: Blog Samara Felippo