Cilada.com

Na última segunda-feira (27/06) fui com meu namorado, uma amiga e colega de trabalho também blogueira e uma amiga dela ao cinema do Shopping Frei Caneca, aqui em São Paulo, assistir em primeiríssima mão o filme Cilada.com. Uma observação: adoro iniciativas como esta que valorizam pessoas antenadas nas redes sociais e em seus blogs.

Vale destacar aqui que este blog já me rendeu um emprego em uma agência web, presentes da Pampili e agora uma pré-estreia antes da própria pré-estreia oficial, com direito a conhecer o Serjão Loroza e CD com a trilha sonora!

Bom, vamos ao filme! A história é bem atual: Um vídeo caiu na internet. E ele caiu na maior cilada. Quantas e quantas pessoas você conhece que se deram mal com videozinho filmado com a namorada(o)? Eu conheço MUITAS, juro. Na pior delas, o cara ficou com fama de “brocha”, a menina de “boazuda” (até demais) e os pais dela perderam o chão. Neste caso, o filme não foi parar no Youtube e sim em um site pornô e logo em todas as caixas de e-mail de amigos, familiares, conhecidos e desconhecidos…

Mas voltando ao dilema de Bruno (interpretado por Bruno Mazzeo), o filme não só gira em torno de um vídeo que caiu na net, como de uma história que coloca em risco sua reputação de namorado gostosão.

O melhor de tudo é que o vídeo foi parar no “Intube” porque o besta do Bruno traiu a namorada na festa de casamento de uma prima (ou amiga?) da namorada Fernanda, interpretada pela atriz homônima Fernanda Paes Leme. Para tentar reverter o quadro, Bruno vai caindo em uma cilada atrás da outra. Eu, particularmente, já ri mais com alguns episódios do Cilada no Multishow, mas no filme, o fato de Bruno não conseguir dizer Eu te amo e achar uma forma suuuper fofa e romântica de fazê-lo, quase no final da trama, vale o filme! As risadas também! Ah, e o probleminha de Carol Castro também!

O site vale uma visita http://www.ciladaofilme.com.br além do layout ser bacana, o fato deles terem valorizado as redes sociais e o trabalho da imprensa disponibilizando release e download de fotos, vídeos, cartazes mostra que há link entre o filme que aborda o poder da internet e o modo como eles estão lidando com isso nos bastidores.

E aí, gostou? Confira o trailer e corra para algum cinema a partir da próxima sexta (8 de julho)!

Anúncios

Pampili lança blog

Mais uma vez a Pampili, marca que não sai dos corações e dos pés de meninas antenadas e delicadas, inova e lança o Blog Marketing Pampili http://blog.pampili.com.br/, blog da empresa mais rosa do Brasil. Eles também estão com o Twitter @pampili www.twitter.com/pampili.

Por estes canais eles divulgam os eventos, lançamentos, fotos, vídeos e muitoa mais, vale a pena conferir!

Gostaria de pedir a todos que me escrevem aqui pelo blog fazendo perguntas sobre eles, que entrassem em contato com a Pampili através destes novos canais… Tenho trabalhado demais e não consigo responder a todas as dúvidas, por falta de tempo e por falta de informações, pois há muito tempo trabalhei em uma agência que tinha a conta da Pampili, daí minha admiração e de onde eu tinha informações sobre eles, hoje não tenho mais…

O Gerente de Marketing da Pampili, sim o gerente! Me contou a notícia do blog de forma bastante carinhosa, vejam:

Edson Arita respondeu: Querida Tati, a partir deste semestre (1S/2010) estamos iniciando um novo e ousado projeto digital na Pampili, e você é uma das nossas inspirações…! merece todos os “aplausos” de nossa equipe, já te consideramos parte dela rs arita, ger. de marketing pampili

A moda muda. O estilo permanece.

Concurso do Iguatemi São Paulo leva vencedor para a Paris de Coco Chanel

coco_chanel

 

De 26/10 a 19/11, o Iguatemi disponibilizará em seu site o Hot Site especial Coco Chanel. Junto com ele, o concurso cultural A Moda Muda, Mas o Estilo Permanece.

Os participantes (qualquer um pode participar) deverão criar um texto de, no máximo, 10 linhas com a frase da estilista francesa que é famosa até hoje: “Chanel é antes de tudo um estilo. A moda muda. O estilo permanece”.

O autor do melhor texto ganhará uma viagem de quatro dias a Paris, com direito a acompanhante e uma visita ao apartamento onde viveu Coco Chanel, na rue de Cambon.

Concurso Cultural A Moda Muda, Mas o Estilo Permanece
Onde: http://www.iguatemisp.com.br (hot site Coco Chanel)
Prazo: de 26 de outubro a 8 de novembro

Fonte: Blog C´est Sissi Bon

O problema de um é problema de todos quando convivemos em equipe

Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que poderia haver ali. Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos – Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa!

A galinha, disse: – Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me incomoda. O rato foi até o porco e lhe disse: – Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira! – Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces. O rato dirigiu-se então à vaca. Ela lhe disse: – O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não! Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro.

Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua ví­tima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia caído na ratoeira. No escuro, ela não viu que a ratoeira havia prendido a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo (pequeno facão) e foi providenciar o ingrediente principal.

Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

O que acontece em toda a empresa ou no mundo inteiro diz respeito a cada um de nós porque, de alguma forma nos afeta. Metaforicamente, a Teoria do Caos diz que “uma borboleta batendo asas na Amazônia pode provocar um furacão no Texas”.

Isso pretende reforçar a ideia de que o mundo está conectado e todos seus habitantes interagem, independente das distâncias. Assim também são nas empresas, pois o seu processo interfere no do seu colega ao lado e não adianta pensar nem dizer que “eu não tenho nada com isso” ou “cada um que cuide de si”. “Pois o problema de um é problema de todos quando convivemos em equipe.”

A maioria dos profissionais vive a maior parte do seu tempo no local de trabalho, muito mais do que com sua família. Diante disso, o mínimo que cada um pode fazer é contribuir para que esse local de trabalho, sem prejuízo do profissionalismo, seja gratificante, agradável, harmonioso – e para isso é fundamental a convivência pacífica e produtiva com os colegas e com as chefias.

Trabalho infantil: vamos combater este mal!

Crianças gastam os anos valiosos da infância não em brincadeiras ou na escola, desenvolvendo sua criatividade e potencialidade de trabalho, mas nos canaviais, nos lixões, nos semáforos, pedreiras, sisaleiras, plantações, fábricas e em casas de família, realizando serviços domésticos.

Nas empresas de porcelana, respiram o ar cheio de pó de sílica, nas indústrias de calçados, convivem com a cola de sapateiro, em cada um dos ofícios mudam-se apenas os riscos aos quais cada uma das pequenas vítimas de trabalho infantil está exposta, mas todas têm em comum os prejuízos impostos pelo trabalho precoce.

É para mudar situações como essa que a Fundação Abrinq trabalha. Mostre que você se importa, não contrate nenhum menor de 14 anos, conscientize seus fornecedores de fazerem o mesmo e colabore com a Fundação Abrinq que atua para que muitos pequenos brasileiros brinquem e estudem ao invés de trabalhar.

Mais sinformações no site www.fundabrinq.org.br

Hora do planeta: 20h30 do dia 28/3

No próximo sábado, 28 de março, governos, empresas e a população de todo o mundo está sendo convidada a apagar as luzes por uma hora a partir das 20h30 (horário de Brasília).

A iniciativa simbólica tem como objetivo refletir sobre o aquecimento global e chamar a atenção para as mudanças climáticas.

Mas, por que devo participar? Porque o Brasil quer mostrar que a sua população está atenta ao problema do aquecimento global e disposta a tomar atitudes necessárias para reduzir estas ameaças.

A WWF Brasil, ONG responsável pelo movimento aqui no país, quer que os brasileiros se juntem a um bilhão de vozes em todo o planeta, chamando os líderes mundiais a assumirem sua parte na solução do problema.

É simples gente, vamos aderir! Vamos apagar as luzes às 20h30 do próximo sábado e só acender 21h30, é uma ótima oportunidade para colocar o papo em dia com a família e os amigos ou namorar!

Mais informações: www.horadoplaneta.org.br/